A plástica nos tribunais

Criado em Sexta, 13 Fevereiro 2009 15:17
Escrito por Ricardo Azevedo Leitão
Acessos: 1094

Revista Flash nº3

O Tribunal de Justiça de Santa Catarina decidiu que a operação plástica não tem a função de “dotar o paciente com certos atributos de beleza” mas unicamente corrigir determinado desvio estético, não podendo unicamente “agravar os defeitos”.

 

A decisão é da 3ª Câmara Cível que no início de junho acolheu o voto do Desembargador Vilson Augusto do Nascimento que asseverou:

“- O cirurgião plástico não é um mago capaz de dotar indivíduos destituídos de certos dons naturais em modelo de beleza.”

A decisão afastou pedido do paciente P.N. em ação contra o cirurgião plástico M.F., que reclamava indenização por não ter gostado do resultado da plástica realziada.

Template Design JTemplate.ru - free templates Joomla